Biutiful – 2010

Posted on Posted in Drama, resenha
Pôster: Biutiful
Biutiful é a volta de Iñarritu para o lado bom da força.

Alejandro González Iñárritu é um diretor inconstante. Começou com o maravilhoso Amores brutos (Amores Perros/ 2000), caiu um pouco, sem deixar de ser interessante com 21 gramas (2003) e achou o fundo do poço com Babel (2006). Quando vai mal, ele vai muito mal, mas, para a sorte dos cinéfilos de plantão, em Biutiful, ele foi bem.

Por que assistir Biutiful? Porque é a volta de Iñárritu para o lado bom da força. O filme é bem dirigido, tem personagens fortes que se desenvolvem bem.

Se você trabalhava como escravo num porão na Europa, saiba que: Uxbal descobriu que seus dias estão contados. Tudo que ele faz é para melhor se preparar para esse momento.

Tá, e o filme? Iñárritu larga das tramas paralelas para nos contar a história de Uxbal, um pai de família que se sustenta explorando imigrantes ilegais no submundo de Barcelona. Um karma para lá de negativo que Uxbal tenta limpar ao descobrir que tem um câncer terminal. O problema é que a cada tentativa, o personagem parece se afundar mais.

Previsível,mas competente, o filme não perde os maneirismos que vimos na filmografia do diretor, sendo o principal ponto comum, o pessimismo – que beira a depressão. A força do filme está, inegavelmente em Javier Barden. Ele é ótimo fingindo para os personagens secundários que está tudo bem, enquanto desmorona por dentro e melhor ainda quando se abre em lágrimas em frente a sua mentora espiritual.

A vida não é fácil para Uxbal. Tantas besteiras foram feitas que o pouco tempo que lhe resta jamais seria suficiente para consertá-las,mas ele insiste até o último segundo sem conseguir vencer a lei que diz “Toda ação provoca uma reação de igual intensidade, mesma direção e em sentido contrário”. E se a reação não atingiu completamente Uxbal – morrer, afinal, é muito fácil – atingirá a próxima geração, sem o pai para proteger-lhe de mercenários como ele próprio.

Vale a pipoca? Iñarrítu se redimiu dos seus pecados anteriores e Biutifull vale sim a pipoca.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *